Nutricionista explica como emagrecer de maneira saudável com kefir - KEFIR fevereiro 2020

Skip to content
KEFIR


Nutricionista explica como emagrecer de maneira saudável com kefir

Nutricionista explica como emagrecer de maneira saudável com kefir

Vitória Oliveira, nutricionista, explica que alternativas como uso de remédio natural para emagrecer faz mal à saúde e pode trazer consequências a longo prazo. Existem alimentos que podem proporcionar uma qualidade de vida melhor e trazer estilo de vida diferente e um deles é o kefir.

O kefir é um alimento que traz isso para a vida das pessoas e com isso seus comportamentos nutricionais relacionado aos alimentos mudam, por que todos seus hábitos mudam trazendo uma vida mais saudável para os familiares.

Hoje em dia, existem inúmeros métodos de emagrecimento que prometem resultados incríveis em pouco tempo. Procedimentos estéticos, remédio para emagrecer natural… Com essa “facilidade”, algumas pessoas esquecem que deixar exercícios físicos de lado e seguir uma alimentação errada, confiando apenas nas alternativas, pode ser pouco sustentável. De acordo com a nutricionista Vitória Oliveira, além de proporcionarem o “efeito rebote” e déficit de vitaminas, ainda podem afetar o psicológico das pessoas.

Nada substitui uma dieta rica e vitaminas e minerais e muito bem equilibrada junto com um adequado treinamento, como mencionei acima o kefir traz isso pois é um probiótico rico em bactérias boa para a flora intestinal e não só isso para o corpo inteiro traz benefícios para o cabelo até a unha e seus benefícios quando as pessoas começam a ingeri-lo é evidente.

Existem 2 tipos de kefir para quem é leigo no assunto sendo conhecidos como kefir de leite e kefir de água

Vejam mais sobre os Kefir’s em: Kefir de leite e kefir de água

Como emagrecer consumindo kefir?

O kefir é um alimento que tem poucas calorias e com isso ajuda consegue se adequar em qualquer dieta que esteja fazendo, cerca de 100gr de kefir tem apenas 60 calorias e além do mais os benefícios do kefir são os mais variados possíveis.

“Geralmente, quem está desesperado para perder peso, começa a buscar alternativas fáceis. No começo, com os resultados aparecendo, caso a mente não esteja saudável, pode gerar uma obsessão quanto a estética. Quando os resultados deixarem de aparecer, pode ocorrer uma frustração grande, que pode causar depressão e outros problemas, incluindo transtornos alimentares”, explicou.

Segundo a profissional, apesar de parecer clichê, apenas profissionais formados podem orientar um emagrecimento saudável. Nesse caso, presença de um nutricionista, que elabore uma dieta personalizada, e um educador físico, que monte um treino conforme os gostos, são fundamentais para adesão a longo prazo.

Outros meios de emagrecer saudavelmente.

“Se o paciente está infeliz com o próprio corpo e encontra dificuldades em seguir à risca o que foi prescrito por um nutricionista, a tendência de recorrer a remédios é muito grande.  Apesar de inofensivo, os inibidores de apetite, por exemplo, podem causar taquicardia, insônia, tontura, enjoos e muitos outros sintomas que impactam na qualidade de vida. Os procedimentos estéticos, por outro lado, melhorar externamente e só funcionam caso estejam aliados a bons hábitos”, disse.

Oliveira reforça que a melhor maneira de emagrecer de maneira saudável é inserir na alimentação mais frutas, legumes e verduras, realizar lanches intermediários e não abusar de álcool, doce e refrigerante. “Reforço para sempre que possível procurar um nutricionista. Os planos de saúde costumam possuir convênios. Vale a pena conhecer e tentar seguir antes de fazer o que dá na telha.  Os exercícios físicos também são fundamentais. Não é preciso, necessariamente, pagar uma academia, pois vale tudo, até mesmo subir e descer as escadas algumas vezes ao dia”, enfatizou.

Dicas gerais da nutricionista para emagrecimento saudável:

  • Beba, ao menos, 2 litros de água por dia;
  • Evite açúcar refinado e adoçantes artificiais;
  • Adicione legumes e verduras nas principais refeições;
  • Faça pratos coloridos;
  • Reduza o consumo de carne vermelha;
  • Prefira alimentos integrais;
  • Não passe muito tempo sem se alimentar;
  • Evite alimentos pobres em nutrientes;
  • Evite industrializados, frituras e embutidos;
  • Não abuse do álcool e bebidas energéticas;
  • Passe longe de refrigerantes e bebidas com muito açúcar (como achocolatados e sucos de pó/caixinha);
  • Pratique, ao menos, 30 minutos diários de exercícios físicos;
  • Estabeleça metas;
  • Não desconte emoções em comidas. E caso isso seja um hábito, importante procurar um psicólogo.
0/5 (0 Reviews)